Archive for Janeiro 2015

Sobre os 6 mêses que passaram voando:

E voando mesmo. Parece que foi ontem que eu cheguei aqui, e pensei ''nossa, vai demorar uma eternidade para passar''. E claro que na hora parece mesmo. Assim como daqui a 6 mesês, quando eu estiver voltando para minha terra, eu vou ter certeza que 1 ANO NÃO É NADA E PASSA MUITO RÁPIDO.
Sim, eu não vou estender. Claro que ainda tenho 2 mêses para mudar de idéia, mas se eu fosse escolher hoje, voltaria para o Brasil. Vou dizer o por que: Eu tenho 22 anos, e não fiz faculdade nenhuma no Brasil. Sinto que eu estou aqui sonhando. Claro que essa experiência está sendo maravilhosa, mas eu sei que preciso começar a vida real. E a vida real é lá!
Pois bem, meu último post foi sobre a Califórnia. E eu até já fui para lá de novo! Mas vou começar do começo. Depois da Califa o próximo evento mais importante foi o Thanksgiving. E com ele, a primeira briga com a minha host family. Eles queriam ir passar o feriado em New Mexico, na casa da mãe do meu host. MAS EU JA FUI PRA LÁ! E com certeza não queria ir de novo. Então eu pedi se poderia ficar em casa, e eles falaram que sim, mas que tirariam um dia das minhas férias. Foi então que eu surtei. Quer dizer, eu sei que são as regras do programa. Mas a gente nunca seguiu porcaria de regras nenhuma. Eu sempre trabalhei a mais pra eles, e ganhava um extra lindo com isso. Fiz porque quis, claro. Mas já que eles são os senhores não quebramos regras, eles não deveriam ter deixado. Todas as minhas amigas aqui do Colorado GANHARAM esse dia como folga, já que as families delas não iam precisar delas, não tem por que descontar férias. Eu fui inventar de falar, e claro, deu pau. Meu host foi super grosso, falou que ele me paga para trabalhar e não para sair com as minhas amigas. E aí eu fui para o meu quarto e chorei. Berrei. Quis voltar. Porque é muita injustiça. Na casa dos avós. Cheio de avós e tios. E eu sendo obrigada a ir. Fiz skype com meus pais e eles me falaram que eu deveria ir, porque seria bom presenciar o principal feriado americano e também para não ficar um clima chato com a família, afinal, eu ainda tinha vários mêses pela frente. Eu pedi para conversar com eles, e pedi desculpas, falei que como já tinhamos quebrado regras antes e eu trabalho bastante, achei que eles me dariam o dia, mas que entendia e que ia junto com eles. Meu host pediu desculpas também e disse a coisa mais escrota do mundo: Que ele não queria mais quebrar regras porque como ele vai saber que eu não vou contar para a agência? Só que eu trabalhei 12 horas ontem, e isso ele não vê. Mas beleza, porque Au Pair também é isso: aprender a engulir sapos. E isso nos enriquece como pessoas. Também ajuda pensar que esse não é o meu circo. Em New Mexico foi super boring, eu não fiz nada! Nem trabalhei e nem fiz nada de legal. Como ja era previsto, fiquei no quarto lendo o tempo todo. Presenciei o tal do Thanksgiving e só queria poder ensinar essas pessoas a comer comida de verdade. De volta ao Colorado, foi hora de planejar as minhas férias. A gente fez Califórnia (San Francisco e Los Angeles), Las Vegas e depois deu uma passadinha no Arizona pra dizer um oi. Dia 23 de dezembro eu passei o natal em Ohio com a família, que foi legal. Ganhei presentes! Ganhei 3 dias extra de férias :D Host family querendo se redimir, Fiquei lá até dia 26/12, voltei para o  Colorado, e foi uma correria para deixar tudo pronto para ir viajar sábado de manhã.
San Francisco: Asiáticos, pau de selfie, ladeiras. Cidade muito charmosinha. Roubaram 200$ nosso no Hostel. A gente sabia que tinha sido a mulher que estava com a gente no quarto. A gente ficou puta da cara. Mas não podíamos fazer nada, nao tinhamos como provar. Mas atrapalhamos o sono dela pelo menos. Fomos na Lombard Street, Golden Gate Bridge e no lindo maravilhoso Big Sur. Fomos para L.A. de ônibus. Ai minhas costas! Mas foi barato, então valeu a pena. Alugamos um carro, e logo no primeiro dia já fomos para Beverly Hills, Venice e Santa Mônica! Muito amor por esse lugar. Queria poder ficar lá para sempre. De noite fomos em uma festa, ficamos bêbadas, e saímos andando da festa as 3am, quando minha amiga aponta para o chão e diz: Olha, estamos na calçada da fama! Estrelinhas no chão por toda a parte, foi uma sensação muito legal. Toda hora me sentindo em um filme, No outro dia passamos na placa de Hollywood e andamos eternamente pela calçada da fama. Estava chovendo, mas ninguém deu bola. Depois disso ainda tinhamos que devolver o carro e ir pegar mais um ônibus para a Fabulosa Las Vegas! Nem tão fabulosa assim, ao meu ver. Eu estava esperando muito mais. Ficamos no hotel Circus Circus, que eu recomndo para quem está economizando dinheiro, mas não indico para todo o resto. Para começar, chegamos em vegas as 5:30 am, e o nosso check in foi só as 2:00pm. Ou seja, ficamos esperando PARA SEMPRE. Achamos um sofázinho para tirar uma soneca, mas fomos expulsas pelo guardinha. Então ficamos andando de um lado para o outro, vendo cassinos, entrando em lojas de souvenirs. E estávamos MUITO cansadas, acordando cedo e não dormimos bem a noite desde o 1º dia em SF. O nosso quarto era confortável até. Chegamos lá e ninguém queria fazer outra coisa a não ser dormir até a Michelle chegar. Porque afinal de contas, era dia 31 de dezembro, tinhamos que estar bem para a virada. Dormimos por umas 2 horas e logo tivemos que acordar para nos arrumar. Passamos a virada na strip mesmo, estava muito frio, e tinha muuuuita gente. Os fogos foram lindos, e foi incrível estar lá. Fazer a contagem regressiva em inglês, e CARALHO TO EM VEGAS! Sabe? Muito inesquecível. No dia 01 de janeiro conseguimos nome na lista em uma festa chamada Hakkasan. Foi muito louco e é só isso que eu posso falar sobre. Pena que a ressaca no dia 02 estava muito foda. perdemos a manhã se recompondo haha fomos turistar na strip e também no Madame Tussauds. Dia 03 fomos para o Arizona dar um rolé por lá, tinhamos intenção de ir pro Grand Canyon, mas acabou não dando. Então fomos lá mesmo só pra ver, e acabou que levamos uma multa, BEM SORTUDAS. Voltamos para Nevada com o rabinho entre as pernas para passar a noite no Aeroporto. Que foi horrível. Frio, Nosso voô era muito cedo, então não valia a pena pagar mais uma diária. Au Poors na veia. Enfim, pousamos no nosso tão amado Colorado, e estava um frio do capeta. E agente sem casaco de neve. Achando que ia estar o maior calor na Califórnia, passamos 9 dias tremendo de frio. A viagem foi bem perrengue, várias coisas ruins aconteceram, mas eu não me arrependo de nada. Foi divertido da mesma forma. Conheci minhas amigas ainda mais, ficamos ainda mais próximas. Vimos paisagens inesquecíveis que 200$ roubados acabou não sendo nada. Muitas risadas, fotos, porres e sensações indescritiveis.É assim é ser Au Pair. No dia a dia é mesmo foda, não é fácil. Mas as viagens e amizades compensam tudo. Por isso que vale a pena.

Agora já estou planejando minha próxima viagem que vai ser Disney! Sempre quis ir lá e vou chorar quando chegar.

6 mesês aqui, uma briga com host family (mas já esta tudo bem), 7 estados, inglês aprimorado e muitas coisas compradas. Cada minuto vale a pena, mas eu preciso dizer que estou pronta para voltar já. Mesmo amando aqui e estando feliz.











2 Comments
Tecnologia do Blogger.

Search

Swedish Greys - a WordPress theme from Nordic Themepark. Converted by LiteThemes.com.